domingo, 11 de dezembro de 2016

Fallen

Sinopse: Responsabilizada pela misteriosa morte de seu namorado, Lucinda Price (Addison Timlin) vai para um reformatório. Em Sword & Cross ela se aproxima de Daniel Grigori (Jeremy Irvine), sem saber que ele é um anjo apaixonado por ela há milênios, e também não consegue se manter afastada de Cam Briel (Harrison Gilbertson), outro que luta há tempos por seu amor.


Fallen é realmente um sucesso de vendas quando se trata de seu livro, escrito por Lauren Kate, que teve sua maior venda aqui no Brasil (mais de 10% da quantidade de livros vendidos, foram por aqui), mas sua adaptação foi anunciada a anos e uma longa e entediante espera irritou os fãs. Este "golpe" foi duro para a produção, que chega ao cinema com a fórmula que deu certo de início, mas agora está desgastada e entediante, que é a adaptação cinematográfica de livros para o público adolescente.

Desta vez, a disputa pela mocinha é travada não por vampiros, lobisomens, guerreiros de reality show ou portadores de talentos especiais. Em Fallen, o triangulo amoroso é formado por uma "humaninha" cheia de problemas e anjos, sim, isso mesmo, ANJOS. O que mais falta inventar?

A pobre mortal Lucinda já tem sua vida recheada de desgraças desde o início, responsabilizada pela morte do próprio namorado, é internada e assim conhece o anjo Daniel. Seu amor é incondicional por ela e demonstra ser alguém dedicado para Lucinda de uma forma sem limites. Daniel vive um dilema, sendo um anjo caído precisa escolher entre ir para o lado de Deus ou do diabo. Como se já não bastasse, aparece Cam, um anjo que escolheu o lado do capeta que faz Lucinda se sentir dividida.

Vamos aqui montar o contexto da obra. Temos Lucinda, uma humana com a vida toda desgraçada e bagunçada, temos Daniel, um anjo caído com conflitos no qual se apaixona pela humana e temos outro anjo, Cam, este encapetado rebelde que divide o amor da menina e a faz ficar em dúvidas. Em uma obra passada, tivemos Bela, Edward e Jacob, resumindo, é assistir a mesma coisa.

É difícil não pensar em como essas obras distorcem muitas coisas, o fato da protagonista precisar ser toda frágil e cheia de desgraça na vida, faz as meninas se identificarem tanto que se torna perigoso, como por exemplo, ser humana e tocar a vida é mesmo uma droga.

Em Fallen, no caso, são anjos a "bola da vez". Anjos caídos, um deles na dúvida se fica do lado de Deus ou do tinhoso, mas se a escritora Lauren Kate pesquisasse um pouco mais, saberia que anjos caídos são os que caíram com Lucifer após Deus expulsa-lo do céu quando tentou tomar seu lugar. Se foram expulsos, como podem ainda optar para ficar do lado de Deus? 

Parte técnica, talvez a fotografia ajude algo no filme, mas a direção é ausente, edição totalmente fora de contexto e atuação para baixo de medíocre.

Essas obras adolescentes atuais infelizmente distorcem demais tudo o que amamos em filmes do gênero. Colocando anjos agora, Fallen ofende a questão de que lado ficamos, do bem ou do mal, e com certeza, muitas meninas vão se derreter para se apaixonar por um demônio. Mais uma vez, estão tentando provar que ser um humano é uma porcaria. Desculpem, mas nada se salva de útil em histórias assim.

 Trailer do site:

http://www.adorocinema.com/filmes/filme-176528/trailer-19552616/
 Daniel Fontebasso
(Crítico e Diretor de Curtas)

CLIQUE AQUI E SE INSCREVA NO MELHOR CANAL DE CINEMA DO BRASIL:
FONTE CINEMA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente: